sidemenu-retrato-IAIS.png

Malta!

Bem-vindos ao I am Isabel Silva. Escrevo sobre a minha vida, os meus alimentos, as minhas corridas, o meu Caju. Espero que desfrutem.

Vou andar pelo País a desafiar campeões. O primeiro foi o Tsanko, um gigante com coração de ouro

Vou andar pelo País a desafiar campeões. O primeiro foi o Tsanko, um gigante com coração de ouro

É o meu novo projeto na TVI, e junta os meus dois mundos: reportagem e desporto. Eu conto-vos tudo.

A primeira vez que liguei para o Tsanko Ardaunov, um dos nossos maiores atletas na modalidade de lançamento de peso, para lhe dizer que queria fazer uma reportagem com ele, a imagem que me veio à cabeça foi a do Michael Clarke Duncan, aquele ator do filme “Green Mile”? É que o Tsanko é assim como ele, um gigante, com quase dois metros de altura, 155 quilos mas que, no fundo, tem um coração de ouro. 

E agora vocês perguntam: “Mas que reportagem é essa, Isabel?”. É para o meu novo projeto em televisão. 

Os Campeões

Já há mais de oito anos que a TVI faz parte da minha vida e, durante esse tempo, tive a oportunidade de experimentar vários formatos e participar em projetos que me enchiam o coração, mas a verdade é que estes campeões são muito especiais para mim. 

Este é um formato que vão encontrar todas as segundas-feiras no Você na TV, logo pela manhã. É um projeto cápsula que a TVI queria ter comigo e quando pensei no formato percebi que esta era a oportunidade perfeita de juntar o melhor dos dois mundos: a minha veia de repórter com a minha paixão pelo desporto. 

03bfd049-28c1-4283-a616-26a2f890d8a0.jpg
071b3966-dfd4-410f-9336-fd727dbe45f5.jpg
df52fcf7-d8a9-42ee-bd4d-1c27bf27bc87.jpg

Vão ser 10 episódios onde me vão poder ver a treinar com algumas das maiores figuras do desporto nacional nas mais diversas modalidades. Lembrei-me deste formato por dois motivos: 

Primeiro, porque quero dar voz aos nossos campeões, os nossos atletas que fazem sucesso lá fora e nos enchem de orgulho mostrando, ao mesmo tempo, que o desporto é muito mais do que o futebol. Quero que fiquem a conhecer estas pessoas, como é a vida de um campeão que se move em torno do foco, determinação, disciplina e rigor. 

Depois, porque é a primeira vez que vou ter oportunidade de misturar dois dos maiores pilares da minha vida: a minha veia de repórter e a de desportista. Quem me segue sabe que sempre fiz desporto, que sou aficcionada por modalidades ao ar livre e que, em 2015, descobri a paixão pelas corridas, pelas maratonas. Sou apresentadora e atleta de alto rendimento, porque correr maratonas todos os anos exige isso de mim. E é isto que os telespectadores lá em casa vão ver, reportagens onde não falha o meu cunho de apresentadora, cheia de entusiasmo, e alegria, e a atleta. 

254fea6f-f105-4dee-abbf-a5a936db2a75.jpg
c63a4fbe-288d-4467-b6e5-325a4c94fbcf.jpg

E o que é que vocês vão ver nestes episódios? Vão me ver a passar o dia com estes atletas, a treinar com eles, tal como eles treinam — por vezes duas ou três vezes por dia —, seja a começar a manhã a andar de bicicleta, a passar uma tarde no ginásio ou a terminar o dia com uma sessão de reforço muscular. Vou fazer de tudo com eles, por isso este é um projeto muito desafiante para mim do ponto de vista da performance.

O primeiro campeão: Tsanko Ardaunov

Agora que já sabem em que consiste o meu novo projeto, vou falar-vos — ou melhor, mostrar-vos, o dia que passei com o Tsanko. Foi o primeiro, e como em tudo na vida, os primeiros são sempre especiais. 

Para quem não o conhece, o Tsanko Ardaunov é atleta de lançamento do peso. Já conquistou várias medalhas tanto em Portugal como lá fora, e tem apenas 27 anos. Começou a treinar aos 15, três anos depois de ter chegado a Portugal — o Tsanko é búlgaro mas tem dupla nacionalidade — e ao início fazia corrida de estrada. Quando tinha 17 anos, o corpo estava tão evoluído que a treinadora mandou-o para a modalidade de lançamento de peso, no Benfica. Já lá vão 10 anos. 

b20a6941-e053-437d-81ff-dbb2edb30c45.jpg
9d3a1aaf-de3a-439b-86ad-9de5b5ef2fcd.jpg
78440aa8-e909-4ce5-99ef-d59492dabc1d.jpg
892d7cd2-d612-4164-aa5e-2f5931c931c7.jpg
302a36f4-be77-4c77-b8d1-7efe9a361d62.jpg

A verdade é que percebi que tenho uma admiração muito grande pelo Tsanko. É extremamente focado, determinado e resiliente. Não desiste, mesmo nos momentos mais difíceis, encara tudo como um desafio e tenta sempre ser melhor. Ao mesmo tempo também é uma pessoa muito humilde, que sabe escutar o treinador e que as vitórias não vêm só do talento, mas também do esforço. 

Além de tudo isto, o Tsanko é verdadeiramente apaixonado por Portugal e uma pessoa extremamente emotiva. Como viram na reportagem, ele sente-se 100% português e, quando vai aos campeonatos, tem orgulho em representar a bandeira de Portugal lá fora.

Fiquei surpreendida por perceber que, ao contrário do que estava à espera, o Tsanko toma um pequeno-almoço bem leve de cereais com iogurte antes de treinar. Aquilo deixou-me intrigada, mas ao mesmo tempo a pensar que não há nada melhor do que escutar o corpo e como se costuma dizer, “em equipa vencedora não se mexe”, não é verdade? 

Enquanto atleta, posso dizer-vos que esta foi uma boa experiência para mim. Ter estado ao lado do Tsanko fez-me sentir na pele o que um atleta de peso tem de fazer. E a verdade é esta: ser bom numa modalidade não se vê só no dia da prova, mas sim no caminho que se faz para lá chegar. Neste momento, o Tsanko está no caminho do apuramento para os Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020, e a força dele vê-se no foco e método que ele aplica em cada treino, sempre com um espírito positivo.

No final do dia, e depois destes treinos intensos, nunca pensei que fosse tão difícil fazer lançamento de peso e percebi que este é um tipo de trabalho que implica muita força. É por isso que o Tsanko faz tantos treinos de ginásio mais explosivos.

Um dos melhores momentos mais divertidos do dia foi quando fizemos o desafio de saltar para as caixas. Aqui sim, estava na minha zona de conforto, de tal forma que venci este desafio em que eu tinha de saltar para a caixa de 60 centímetros e o Tsanko para a de um metro, e ele vacilou. 

E o nosso dia chegou ao fim com a massagem desportiva. E qual não foi o meu espanto quando percebi que o massagista do Tsanko, o Norberto, também já me deu algumas massagens. Conhecemo-nos na Athletika, a clínica onde trabalha o meu médico de família, o Arnaldo Abrantes, e apesar de eu adorar as esfregas do meu Urbano — recordem aqui o vídeo — também adoro as do Norberto, e sei bem o quanto custam. É que as passagens desportivas não são para relaxar, pessoal, são regeneradoras. Levamos uma tareia de tal forma que saímos dali a parecer que fizemos um treino.

Neste dia compreendi algo muito importante para mim. Estou no caminho certo como atleta. O que o Tsanko não descura, eu não descuro. Treinos de qualidade, massagem desportiva e o descanso — às vezes, quando treina mais do que uma vez por dia, o Tsanko faz uma sesta a meio da tarde. 

Foi um dia incríBel para mim, e espero que o Tsanko partilhe desta opinião. Foi tão especial que ficou prometido: em breve vou a casa dele e da Cátia Azevedo, a namorada que também é atleta, para almoçar o churrasco que ele tanto adora preparar. Quer dizer, eu não vou comer o churrasco, mas vai valer a pena só por ver a alegria deste rapaz. 

Que venham mais campeões assim, focados e determinados. Mas se querem saber como foi a nossa manhã, vejam os vídeos do no nosso treino e recordem a manhã que passámos no Você na TV aqui, no TVI Player.

VÍDEO

Rodolfo Franco

FOTOGRAFIA

Luís Nunes

Tiago Charrua

Fui comprar um colchão e acabei a dormir uma sesta na EDNIS

Fui comprar um colchão e acabei a dormir uma sesta na EDNIS

Foi uma das experiências mais bonitas deste ano, e vou revelar tudo

Foi uma das experiências mais bonitas deste ano, e vou revelar tudo