sidemenu-retrato-IAIS.png

Malta!

Bem-vindos ao I am Isabel Silva. Escrevo sobre a minha vida, os meus alimentos, as minhas corridas, o meu Caju. Espero que desfrutem.

Encontrei o hotel ideal para os desportistas (e não só)

Encontrei o hotel ideal para os desportistas (e não só)

O Feel Viana, em Viana do Castelo, foi o sítio que escolhi para desligar durante uma semana. E não podia ter corrido melhor. 

Sempre fui muito ambiciosa e passo a minha vida envolvida em vários projetos. Assim que acabo um trabalho, rapidamente aparece mais qualquer coisa e, como sempre, dou tudo para conseguir os melhores resultados. Foi isso que aconteceu ao longo de 2018 e, em 2019, não está a ser muito diferente. 

É claro que além de todos os meus projetos a nível profissional, tenho sempre de arranjar forma de encaixar o desporto, a minha alimentação e, claro, o meu descanso. Já vos disse várias vezes, tanto no blog como no meu Instagram, o quanto o descanso é importante para mim, e depois de um ano cheio de mudanças e de trabalho, cheguei a um momento em que precisei de “desligar a ficha” e tirar umas férias. 

Já há algum tempo que tinha sido convidada para conhecer o hotel Feel Viana, o primeiro hotel em Portugal classificado como um sport hotel. Fica em Viana do Castelo, a menos de 500 metros da Praia do Cabedelo, e tem tudo o que um atleta pode precisar, desde ginásio a massagens desportivas a um espaço totalmente dedicado ao desporto. Claro que, se quiserem ir lá passar uma temporada só para relaxar, também podem, não faltam piscinas, spa ou atividades mais ligeiras como as caminhadas. 

Bem, depois de meses a adiar este convite, rumei a Viana do Castelo para, durante uma semana, (tentar) desligar completamente do trabalho e descansar a minha mente. Como estou em preparação para a Maratona de Londres — já vos falei dela aqui —, não podia simplesmente deixar de treinar, o que tornou este convite ainda mais apetecível, já que o hotel é mesmo pensado para promover uma vida ativa e para quem gosta de fazer desporto. 

O Feel Viana

Como vos disse, este é um hotel que foi pensado para os desportistas. Foi inaugurado em 2017 como sendo o primeiro hotel do País com a classificação de Sport Hotel. Mas, como também já expliquei, isso não significa que este espaço não possa ser um bom sítio para descansarem e relaxarem durante uns dias. 

Assim que cheguei, fiquei absolutamente maravilhada. Em primeiro lugar, pela localização incríBel a menos de 500 metros da praia, perfeito para quem, como eu, adora o seu mergulho no mar depois do treino. Depois, porque todo o espaço é minimalista e confortável.

É que, apesar de este ser um hotel de quatro estrelas, não há grandes luxos nem nada que se pareça, até porque o Feel Viana foi pensado para ser um sítio prático e acessível a todos. A decoração está toda centrada nas madeiras naturais e os lençóis e toalhas sem todos em tons de branco. Muito simples, elegante, e super confortável, como se quer. 

Depois, o hotel fica numa zona linda. Não há nada melhor que acordar de manhã, numa cama super confortável, abrir a janela e ver tudo verdinho à nossa volta. O quarto onde fiquei tinha uma varanda, muito confortável e prática, onde podia passar o tempo que quisesse a olhar e a admirar aquela vista incríBel para o pinhal. É tudo o que se quer para regenerar, não é verdade? 

As atividades

Vim de férias mas, como é óbvio, não podia deixar os meus treinos. Como já vos disse, estou em preparação para a Maratona de Londres e, por isso, era impensável parar de treinar durante uma semana quando estou a pouco mais de um mês de correr aqueles 42.195 quilómetros. 

CB3C2395-3B7F-42FA-902C-A576C3AE6782.JPG
ISABELVIANA.jpg

Uma das coisas boas do Feel Viana é a proximidade da natureza, e vocês sabem o quanto adoro correr na natureza. Aqui, estamos entre a serra, o mar e o rio, o cenário perfeito para fazer uma boa corrida e, na verdade, eram assim que começavam os meus dias. Acordar, tomar um bom pequeno-almoço — o muesli caseiro é do outro mundo, mas já lá vamos — e fazer uma corrida. 

Durante esta semana que passei em Viana do Castelo tive a oportunidade de correr e treinar em sítios diferentes, mas a melhor experiência foi mesmo a do Estádio Municipal Manuela Machado, onde fiz treinos de séries. Depois, houve outro dia em que fiz um treino de 15 quilómetros, sempre junto ao mar, ali na zona da Praia Norte e acabei todos os meus treinos de manhã com um mergulho no mar. E acreditem, malta, estas águas geladas do norte fizeram maravilhas pela regeneração das minhas pernas. 

Depois, regressava ao hotel, tomava o meu banho e, à tarde, estava na hora de experimentar uma das várias atividades disponíveis no Feel Viana. É que, como já expliquei, este é um hotel virado para o desporto e o que não falta são atividades para experimentarem na Viana Surf, uma loja de desporto que fica dentro do hotel, onde além de poderem comprar imenso equipamento desportivo, e não só — comprei lá um vestido cinzento lindo —, podem pedir para fazer aulas de vários desportos como Kitesurf, Surf, Windsurf ou Stand Up Paddle. 

Um dos melhores dias para mim foi a meio da semana, na quarta-feira. Nessa manhã, optei por não treinar porque sabia que à tarde ia fazer um esforço bastante grande. É que no Feel Viana vocês podem pedir para fazer um percurso em bicicleta de estrada, e foi isso mesmo que eu fiz. O Aires, que é o responsável pelo Viana Surf, veio comigo neste trajeto de 60 quilómetros. Comecei em Viana do Castelo, fui até Caminha e regressei, tudo em percurso plano, embora possam sempre escolher fazer um trajeto mais inclinado, se quiserem. E digo-vos, malta, esta é uma experiência a repetir e foi um complemento absolutamente espetacular à minha preparação para a Maratona. 

Houve uma outra tarde em que experimentei Stand Up Paddle. Era uma coisa que já queria fazer há muito tempo mas ainda não tinha tido oportunidade e foi ótimo para treinar o meu equilíbrio e concentração. Claro que, para uma primeira experiência, fui para o rio, que é mais calminho e deu para me ir habituando, mas numa próxima vez, certamente irei aventurar-me no mar.

Depois, numa outra tarde, tive a possibilidade de ir experimentar fazer um passeio nas bicicletas elétricas. Esta foi uma tarde mais calma, mas sempre com atividade à mistura, claro. O Aires conduziu o passeio e fomos até ao centro de Viana do Castelo onde pude experimentar as tão famosas bolas do Natário. Malta, se forem a Viana, não deixem de comer uma destas Bolas de Berlim, são mesmo maravilhosas e, se pudesse, tinha passado lá a tarde a comer bolas até não aguentar mais. No final, ainda conseguimos dar um saltinho à igreja de Santa Luzia, para admirar a vista sobre a cidade, que é magnífica. 

E acabei a minha semana neste sport hotel da melhor maneira possível com uma massagem desportiva de 50 minutos. Sendo este um hotel dedicado aos desportistas, uma massagem desportiva para regenerar os músculos depois de uma semana intensiva de treinos e atividades era indispensável. A massagista do hotel é fisioterapeuta, o que foi extremamente importante para mim porque, além desta massagem, também fiz alguns alongamentos para relaxar o corpo, o que fez toda a diferença, até porque no dia seguinte ia fazer um treino longo, de 30 quilómetros.

No final, tive muita pena de não ter experimentado as outras atividades, como o windsurf, o kitesurf e o surf, mas sei que, numa outra visita ao Feel Viana, estas atividades serão a minha prioridade. 

A comida

Quando estive no Feel Viana, a minha Quaresma Vegana — já vos falei dela aqui — ainda não tinha começado, mas claro que tive sempre todo o cuidado que me foi possível com a minha alimentação, como sempre. 

O Feel Viana tem pratos ótimos e saudáveis. Ao pequeno-almoço, provei um muesli caseiro absolutamente maravilhoso que se tornou na minha escolha de todos os dias que se seguiram. As meninas do pequeno-almoço até já sabiam que era sempre isso que ia pedir, isso e, claro, a panqueca de aveia para me dar energia para os treinos logo pela manhã. 

Aproveitei que estava nesta zona e fui conhecer alguns restaurantes. Um deles ficou-me no coração. Chama-se A Tasquinha da Linda e, quando lá estive, conheci toda a família da Linda, inclusive a filha, a Anaisa, que é chef de pastelaria. 

Contei à Anaisa que ia começar o desafio do Million Dollar Vegan e pedi-lhe que me preparasse uma sobremesa vegana, sem compromisso. No dia seguinte, ela liga-me e diz que preparou uma sobremesa para mim, um cheesecake vegano. Lá fui provar e gostei tanto desta sobremesa que disse “olha, por mim, esta sobremesa fica na vossa carta e passa a chamar-se ‘A Delícia da Belinha’, o que achas?”. Por isso já sabem, se forem à Tasquinha da Linda, não saiam de lá sem provar esta sobremesa.

As pessoas

Toda a experiência que vos descrevi já prova o quanto adorei passar estas minhas férias no Feel Viana, mas, para mim, o mais importante de tudo foi a forma como fui recebida por toda a gente neste hotel. 

Em primeiro lugar, o Aires, do Viana Surf, que me deu todo o apoio que precisei nas atividades que precisei. O Aires é uma pessoa apaixonada pelo desporto e esteve sempre lá, em todos os momentos importantes destes dias. Qualquer dúvida que tivesse, ele esteve sempre lá. Esteve ao meu lado no batismo de bicicleta de estrada, na viagem de bicicleta elétrica e na aula de Stand Up Paddle. Se precisarem de ajuda, mesmo que não sejam desportistas, como eu, podem contar com ele e com toda a equipa do Viana Surf. 

Depois, a Sofia Pereira, que é responsável pelo departamento de marketing do Feel Viana e que me fez sentir como se fossemos grandes amigas desde sempre. Recebeu-me de braços abertos, sempre bem disposta, e é uma pessoa que está sempre atenta ao bem-estar dos clientes e a tudo o que eles precisam. 

A5CF7AF6-DAAF-4914-B096-0DB410C5A722.JPG

Por fim, mas não menos importante, o José Sampaio, dono do Feel Viana. Assim que conheci o José, logo no primeiro dia em que cheguei, ficámos amigos. Ele é o reflexo do Feel Viana. Adora desporto, pratica kitesurf, windsurf e surf e contou-me que sempre teve o sonho de ter um hotel como este, e este espaço nasceu por ele e à imagem dele. É um homem super empreendedor, trabalhador, cheio de adrenalina e energia, tal como eu. É incapaz de estar parado, adora criar coisas e gosta mesmo muito de desporto. E, assim como eu, apesar de estar sempre cheio de trabalho, arranja sempre tempo para praticar desporto porque se levanta bem cedo. 

Com o Sampaio percebi uma coisa. É que não há nada melhor do que termos um negócio em que acreditamos e que, para além disso, temos a possibilidade de desfrutar dele à séria. Um pouco como acontecerá comigo e com o meu EFIT Isabel Silva, que está quase, quase a nascer.

Para terminar, não posso deixar de agradecer a todos os funcionários do Feel Viana que me receberam e trataram tão bem. E agora vocês estão a pensar “mas isso é por seres a Isabel Silva”, nada disso, malta. É a alma destas gentes do norte, são pessoas hospitaleiras, que vivem para receber os outros e dão tudo de si aos outros sempre com amor, carinho e dedicação. 

E78545BF-23A8-42E8-9F2D-AEA2B92A326A.JPG

Esta foi uma semana em que pratiquei o “deboismo”, o seja, “estar na boa”, como dizem os brasileiros. Desliguei da minha rotina de trabalho e dediquei-me apenas aos meus três pilares: o desporto, a minha alimentação e a minha mente. Mas, como diz o ditado, o que é bom acaba depressa e sinto que ficou tanto por conhecer e por fazer. 

Antes de vir embora, reuni-me com a Sofia e com o Sampaio e já estivemos a delinear novos projetos em conjunto e o regresso a Viana e a este hotel incríBel vai acontecer bem mais cedo do que imagino, tenho a certeza. Quem sabe se não faço um treino dos meus IncríBeis em Viana do Castelo. 

Podem saber mais sobre o Feel Viana através do site do hotel e, se passarem por lá, aproveitem bem o vosso tempo e, acima de tudo, relaxem. 












EDP Meia-Maratona de Lisboa. Fiz a minha melhor prova de sempre e ainda curti do princípio ao fim

EDP Meia-Maratona de Lisboa. Fiz a minha melhor prova de sempre e ainda curti do princípio ao fim

Querem saber porque é que vou ter um decorador no meu EFIT? Eu conto-vos tudo

Querem saber porque é que vou ter um decorador no meu EFIT? Eu conto-vos tudo