sidemenu-retrato-IAIS.png

Malta!

Bem-vindos ao I am Isabel Silva. Escrevo sobre a minha vida, os meus alimentos, as minhas corridas, o meu Caju. Espero que desfrutem.

Ir para a cama sem comer faz-nos mesmo perder peso ou é um erro? Eu explico

Ir para a cama sem comer faz-nos mesmo perder peso ou é um erro? Eu explico

Há muitos mitos nisto da alimentação saudável. É mesmo saudável irmo-nos deitar sem comer? Fazer grandes jejuns? Falei com a minha nutricionista, que nos ajuda a entender melhor isto.

Depois do jantar, uma pessoa senta-se no sofá, fica ali a ver umas coisas na televisão, anda pela net no telefone, e ao fim de umas duas horas já se sabe, vem aquela fome que não tem explicação. Mas depois há aquela ideia instituída de que não devemos comer à noite, de que isso nos vai fazer engordar, e o que acontece é que muitos de nós acabam por ir para a cama cheios de fome e, pior, com desejos difíceis de controlar de nos atirarmos a qualquer coisa que nos apareça à frente (que normalmente são chocolates e snacks pouco saudáveis). Mas então o que é que é mais correto? Devemos ou não comer antes de dormir?

A resposta é sim, desde que saibamos o que comer antes do repouso noturno. Se o fizermos, não só não corremos o risco de engordar como até nos habilitamos a ter uma noite bem mais descansada.

Para nos ajudar a entender melhor isto, falei como a minha nutricionista, a Iara Rodrigues, que me ajudou a preparar este texto com dicas muito úteis sobre o tema.

“Devemos criar o hábito de jantar cedo, pelo menos três horas antes de ir para a cama, e optar, o mais possível, por uma refeição ligeira e com baixo índice glicémico (IG). Ou seja, devemos escolher alimentos que atingem a corrente sanguínea de forma lenta e contínua, promovendo maior estabilidade dos níveis de açúcar no sangue, o que traz benefícios comprovados para a saúde”, começou por me explicar a Iara. Ou seja, resposta à primeira dúvida: sim, devemos comer à noite. Mas comer bem. “Está provado que uma alimentação rica em alimentos com baixo IG tem benefícios no controlo do peso e ajuda a controlar o nosso apetite. As escolhas certas irão promover noites mais tranquilas e relaxadas, como é tão importante e recomendável”. Lição número 2: comer bem à noite não só não engorda como ainda nos faz dormir melhor. Boa.

Mas o que é que devemos comer, então? “O mais indicado é ingerir alimentos leves, ricos em fibra, que melhorem o funcionamento do intestino e provoquem uma sensação de saciedade durante mais tempo. Mas também devemos apostar em alimentos que contenham propriedades relaxantes, contribuindo para um sono mais descansado. Isto porque é também durante o sono que o nosso corpo produz algumas hormonas extremamente importantes para o nosso equilíbrio orgânico e fisiológico”, explicou-me também a Iara.

Até para as crianças comer antes de irem para a cama é importante. ”O sono profundo espoleta a libertação da hormona do crescimento, importante para as crianças, e promove a regeneração da massa muscular, a reparação celular e ajuda o nosso sistema imunitário a combater diversas infeções. As hormonas libertadas quando estamos a dormir também regulam a forma como o nosso corpo utiliza a energia (o nosso metabolismo). Vários estudos têm demonstrado que quando não dormimos bem ou não dormimos o suficiente, aumentamos a probabilidade de ter excesso de peso, assim como ficamos mais expostos à tentação de comer alimentos com um elevado teor calórico e ricos em hidratos de carbono simples (açúcares), que não vão contribuir em nada para o nosso bem-estar e para a nossa saúde", acrescentou a Iara.

Mas afinal que alimentos são estes? Eu digo-vos o que costumo comer antes de ir para a cama:

  • Abacate
  • Banana
  • Frutos secos (nozes, cajus, amêndoas)
  • Gelatina sem açúcar
  • iogurte magro com flocos de aveia
  • Ovo cozido ou chá (camomila, hortelã, cidreira ou lúcia-lima, todos estes contêm ervas com propriedades calmantes e digestivas).

Como julgo que perceberam, malta, tentei colocar diferentes opções para pessoas que seguem diferentes filosofias de vida (vegans, vegetarianos, malta que come tudo), porque é importante que todos saibam o que comer nesta fase do seu dia. Uma coisa que recomendo sempre, como sabem, é que consultem um especialista antes de tomar decisões. Cada pessoa é um caso, e as regras não são sempre universais, por isso, um nutricionista saberá dar-vos os melhores conselhos.

Para além destas opções, deixo-vos também 3 sugestões de ceias antes de deitar. Quem tem o meu Livro “A Comida que me faz Brilhar” sabe bem do que estou a falar. São fáceis de preparar e dão aquele aconchego que certamente vão tornar o vosso sono mais descansadinho e sonhar com outro brilho: 

  • Bebida quente de curcuma
  • Bebida quente de cacau cru
  • Queques de beterraba e cenoura 
IMG_0282.jpg
IMG_0281.jpg

Apesar de quentes, mesmo no verão, pelo menos para mim, é uma maravilha. Sinto-me saciada. A escolha vai depender do meu estado de espírito. 

 Este queque eu costumo comer quando não me apetece simplesmente beber uma infusão ou chá. Adoro queques...e este é sem culpa. Não é doce, mas aconchega o meu estômago.

Este queque eu costumo comer quando não me apetece simplesmente beber uma infusão ou chá. Adoro queques...e este é sem culpa. Não é doce, mas aconchega o meu estômago.


Posso partilhar convosco uma dica que resulta comigo - se acordarem no dia seguinte com fome é bom sinal. Significa que fizeram uma ceia apenas para aconchegar e não a transformaram numa refeição. Não há nada mais triste do que acordar sem ter fome de tomar o pequeno-almoço. Verdade? Pelo menos para mim, é a refeição mais prazerosa do meu dia. 
Como diz a Iara - “Nunca te deites com o inimigo”.

 

Sabiam que podem batizar o vosso animal? O meu Cajú agora é Cajú Silva

Sabiam que podem batizar o vosso animal? O meu Cajú agora é Cajú Silva

Sabem porque o meu Caju é tão saudável e bonito? Eu conto-vos tudo

Sabem porque o meu Caju é tão saudável e bonito? Eu conto-vos tudo