sidemenu-retrato-IAIS.png

Malta!

Bem-vindos ao I am Isabel Silva. Escrevo sobre a minha vida, os meus alimentos, as minhas corridas, o meu Caju. Espero que desfrutem.

Este é um dos meus segredos para conseguir estar sempre em forma

Este é um dos meus segredos para conseguir estar sempre em forma

Treinar é fundamental, mas não é tudo. Comer bem é essencial, mas não é tudo. Alongar, malta, alongar de forma correta é decisivo.

 

Para muita gente isto de estar em forma e conseguir atingir bons resultados é uma coisa simples: treinar, treinar, treinar. Não é verdade. Claro que treinar é a base de tudo, mas se treinarmos muito e não tivermos uma série de cuidados, rotinas e hábitos saudáveis adianta de muito pouco passarmos 15 ou 20 horas por semana no ginásio ou a correr.

Se já falei aqui muitas vezes de treino e de alimentação, acho que é altura de falar de outro aspeto absolutamente decisivo para que se consiga treinar bem, de forma intensa, com regularidade e, assim, atingirem-se objetivos: saber alongar. Os alongamentos são fundamentais ao bem-estar de todos nós, seja em que contexto for, por isso é uma prática que devemos repetir várias vezes ao dia. Contudo, é preciso termos cuidados na forma como os executamos sob pena de estarmos a destruir mais do que a construir. E não sou só eu que o digo, malta, são os especialistas, como é o caso do meu personal trainer do EFit, o Luiz Santana, a quem pedi ajuda para fazer este post.

Um dos muitos mitos que existem é o de que só devemos alongar depois de fazer exercício. Não é verdade. Até mesmo quando passamos um dia inteirinho em frente ao computador devemos alongar. E porquê? O Luiz explica: “Os alongamentos melhoram a coordenação, previnem lesões, ativam a circulação, aumentam e/ou mantêm a flexibilidade dos músculos, preparando-os para a atividade física. Mas também eliminam a tensão muscular após a prática da mesma. Também para as pessoas mais sedentárias e que, sobretudo por obrigações profissionais, passam muito tempo sentadas em frente ao computador, estes exercícios são fundamentais porque ajudam a aliviar a tensão e o encurtamento muscular  resultantes da má postura do corpo assumida ao longo do dia”. 

E, meus caros amigos, existem várias formas de o fazerem sozinhos, em qualquer lugar ou momento do dia. Deixo aqui apenas alguns exemplos:

Em pé
1. Segurem um dos pés contra o glúteo e sentirão logo a parte anterior da coxa a alongar. Mantenham essa posição por 25 segundos até trocarem para o outro pé;
2. Com as pernas esticadas, levem o tronco à frente e tentem tocar com as mãos no chão. Sentirão a parte posterior das coxas e pernas logo a “ganhar vida”. Mantenham a posição entre 20 a 25 segundos. Façam entre 2 a 3 séries de cada exercício de alongamento.

Sentado
1.
Com as pernas afastadas, levem o tronco à frente e tentem manter a coluna reta e os braços estendidos. Estarão a alongar a coluna e os músculos adutores (parte interna das coxas).

Quando fazemos muito desporto, claro que os alongamentos assumem um papel determinante. Para o tipo de desportos que normalmente pratico e que, como sabem, envolvem muita corrida, é importante que os meus alongamentos sejam dinâmicos, preparando o corpo e, mais concretamente os músculos para o esforço que aí vem, aumentando a amplitude dos movimentos. No entanto, e de acordo com o meu especialista favorito na matéria, o Luiz, também ele baseado em estudos divulgados sobre o tema, “o alongamento excessivo, ao ponto de provocar dor profunda, pode ser inadequado e destruir as fibras musculares. “É preciso ter em atenção a intensidade dos alongamentos, principalmente quando são realizados no pós-treino, porque poderão provocar um efeito contrário ao pretendido”.

É por isto que convém abusar, sim, na frequência diária com que realizamos alongamentos, mas devemos executá-los sempre com moderação na forma como os fazemos! E nunca esqueçam de consultar um profissional desta área, porque ninguém melhor do que um especialista na matéria para nos avaliar e orientar.

E por que é que este é um dos meus segredos que me mantêm em forma? Porque se eu não alongar como deve de ser, no dia seguinte não vou ter os músculos tão soltos, não vou sentir o corpo tão leve, e quando isso acontece, a tendência é treinar menos, e os resultados acabam por ser piores. Ou seja, alongar bem permite treinar mais, com mais qualidade, e também previne lesões. Tudo de bom. Por isso, malta, tirem lá uns minutos por dia para se esticarem, okeeeeeiiii?

 

AGRADECIMENTO AO LUIZ DO E-FIT, QUE ME AJUDA SEMPRE COM OS TREINOS. 

FACEBOOK E-FIT

Aprendam a fazer a receita que eu preparei no “A Tarde É Sua”

Aprendam a fazer a receita que eu preparei no “A Tarde É Sua”

Os três momentos em que fui contra o muro, e como é que consegui levantar-me

Os três momentos em que fui contra o muro, e como é que consegui levantar-me