O Meu Cesto do Bem tem SABOR e NUTRIÇÃO!!

 

Só encontras no Restaurante Cento e Quatro

Mal eu sonhava que, um dia, ia ter o meu Cesto, feito por mim, à minha medida, e já eu era uma cliente assídua deste restaurante. A primeira vez que experimentei este conceito foi no Atrium do Saldanha. Ia simplesmente comer uma salada na zona da alimentação, quando, de repente, olho para o meu lado direito e vejo um espaço de cor azul, com uns colaboradores muito jeitosos e mega sorridentes a servirem um casal. Fui ver... Só para perceber se aquele ar "super mega fresh" dos empregados combinava com a comida. Certo... Combinava. Lá me explicaram o conceito:

"Aqui tudo é cozinhado a vapor. Durante 2 minutos e a Cento e Quatro graus!!!"

Aaahhh!!!!! Daí o nome!!! Assim de repente não entendi o nome do espaço. Se fosse só "A Vapor" era mais intuitivo. Talvez... Mas também podia ser óbvio demais e eles quiseram arriscar. Tudo bem. Vamos a esse Cesto! Provei o Cesto de salmão, laranja, funcho e quinoa. Foram realmente 2 minutos dentro daquele "maquinão" do Bem. A todo o Vapor assim sai o cesto. É tão delicioso quanto nutritivo. E aquela temperatura é perfeita porque não deixa que nada do que é essencial ao nosso organismo se evapore. E é por isso que é do Bem!!! Lembro-me que tirei uma fotografia linda com o meu vestido às riscas branco e beringela da Bimba e Lola. Está no meu Instagram. E no Instagram do Cento e Quatro também. Fizeram, na altura, um repost! Adorei!!! Ehehehehe

Há tantos Cestos... Quando lá chego fico confusa. São todos "incríBeis"! Mas... Este de salmão e laranja e o Cesto do Mar ocupam um lugar especial no meu coração. Até ao dia em que fui contactada pelo Francisco, pela Joana e pelo José Miguel.

"Isabel, tu és a cara do Cento e Quatro. Queres criar um Cesto à tua medida?!"
"Só se for Do Bem", disse na reunião. Fechado. É mesmo esse o nome do Cesto. Normalmente o que sai à primeira é sempre o melhor!! 


O Francisco e a Joana
 

São 2 dos sócios que estão à frente da cozinha. E são uns entusiastas no que toca à criação de novos sabores, texturas, cores e sabores. E o que realmente me apaixonou foi a liberdade total que me deram... Para tudo!! Eu pensei, criei, testei e dei a provar. E eles deliravam!!!! E eu não estava aguentar!!! E porquê?! Porque eu só cozinho para mim. Tenho um jeito muito prático, rápido e simples de fazer tudo. E sempre a olho. Eu não "estudei" para ser Chef, minha gente!!! E nem me comparo a estes profissionais que eu tanto admiro. Eu sou apenas uma "foodie", sabem?! E eles é que sabem!! E sabem tanto!! E eles também são o meu Cesto do Bem!!

O meu

Decidi, logo no início, que tinha de ser Vegan. Já existem muitos à base de proteína animal e eu sou uma apaixonada, também, pela comida vegana. Então, vamos lá por partes. O meu hidrato de carbono preferido, para além da aveia, é o arroz. Adoro arroz. Até arroz simples. Sabem? Só cozido com uma pitada de sal. Bom, mas não estás em casa a cozinhar para ti, logo, tens de dar um toque diferenciador. Lembrei-me do picante e do molho de amendoim. Tudo isso misturado no arroz. E assim nasce a base. Ai!...

Depois quero os meus legumes preferidos: espargos sempre na minha vida. Então a vapor são do melhor. E agora... NOODLES!! De curgete, cenoura e beterraba!!! Tenho em casa um espirilizador e é o meu "pão nosso de cada dia". A forma que dás aos legumes dá uma textura e sabor completamente diferentes. Costumo comer em jeito RAW. Mas a vapor também é ótimo. E não fica mole. Fica apenas gostoso. E isso basta, certo?!

Agora... O que seria a minha vida sem cogumelos. Nada!! E fruta na comida? Adoro. Principalmente quando tem um travo de acidez – maçã fica TOP!!! Abacaxi e laranja também. Mas tinha de escolher. Escolhi bem, não acham? Quanto à proteína, sempre soube que queria Tofu. Cá em casa é rei. E como sempre simples (depois tempero ao meu gosto) – seja cru, a vapor ou salteado. Seja às refeições ou mesmo ao lanche. Tofu com limão, pimenta preta e um fio de mel..."Tá beeeimmm tá"!!! Adiante!!!

O molho como é de amendoim, respeitei o topping do mesmo. Mas na realidade pensei no Caju. Faz sentido, certo?! Eheheheheh talvez para uma próxima. Foi só mesmo para não fazer grandes misturadas. Keep it Simple. O Menos é Mais.

Bem.... No dia que fomos testar o Cesto eu estava em tamanha excitação. E não aguentei!! Era para provar apenas, mas acabou por ser o meu lanche! Lá está: dá para tudo e cai bem a qualquer hora. Haja "vontadinha" de comer!!! Quando o Cesto sai do "maquinão" do bem ainda dou mais um boost de pimenta preta e um fio de azeite. Só mesmo para dar mais um "brilhinho".

Sinto-me tão orgulhosa, sabem?! É que eu deixei ali todo o meu entusiasmo, amor e energia. E em muito ajudaram as dicas do Francisco e da Joana e, claro está, a minha equipa do Bem – A Rita, O Samuel, a minha Inês Mendes da Silva, Sofia e Manel da Notable, e a Raquel e o Hairfusion que tão bem tratam de mim. Já me conhecem. E não mexe na equipa que se estima, certo?! Somos todos um. E Somos todos do Bem!!

Quero muito que provem o meu Cesto e, se possível, deixem aqui os vossos comentários. Façam também um tag no meu Instagram para eu poder acompanhar-vos. Isto é tudo muito bonito, mas se não for partilhado, se vocês não provarem e aprovarem, não vai ter o mesmo SABOR!!! Fico a aguardar o vosso feedback, a todo o VAPOR!!!!

 
_MG_5900.jpg
 

Provem o meu Cesto do Bem nos restaurantes Cento e Quatro,
no Atrium Saldanha e no Centro comercial das Amoreiras

 

Fotografias E animação de André Nogueira

imagem e Edição de Samuel Costa