sidemenu-retrato-IAIS.png

Malta!

Bem-vindos ao I am Isabel Silva. Escrevo sobre a minha vida, os meus alimentos, as minhas corridas, o meu Caju. Espero que desfrutem.

Já repararam que agora que estou perto da maratona treino muito menos? Há uma explicação

Já repararam que agora que estou perto da maratona treino muito menos? Há uma explicação

Andei meses a treinar. A dar tudo. No duro. Agora é tempo de parar, descansar, reduzir. Será que isso me prejudicará na Maratona de Berlim? Não. Eu explico porquê.

 

O Tapering consiste na redução da carga de treinos antes de uma corrida importante. Não deixas de treinar, calma! Até porque nos últimos 15 dias antes da maratona, apesar do teu treino já estar feito, é importante continuares a estimular o corpo e relembrá-lo do teu ritmo de prova. Simplesmente diminuis os dias de treinos e a duração dos mesmos. Pensem comigo: para quê agredir e esgotar o corpo, tirar-lhe as reservas de glicogénio, gerar cansaço muscular, quando já o fizeste a meio da preparação?

Os especialistas na matéria, malta que sabe do que fala, chegaram à conclusão que um período de descanso forçado antes de uma prova aumenta significativamente a condição física do atleta e também o seu desempenho em cerca de 3%. E, para os maratonistas, isto pode significar menos cinco a 10 minutos no tempo final de uma competição. E sabem como é que sei tudo isto? Li, pois está claro. Aliás, li um livro cujo título é “Como me preparar para uma maratona”, em 2015, enquanto fiz a minha preparação para a Maratona do Porto (a minha primeira!).

IMG_0691.jpg

 Muitos atletas abdicam deste período de Taper ou Tapering por terem receio de perder, durante este período, a sua forma física, mas, malta, posso assegurar-vos que este é um erro tremendo. E digo-vos por experiência própria! Como referi há pouco, a Maratona do Porto foi a minha primeira competição à séria e, nessa altura, acham que levei esta fase à risca? Claro que… Não! Sentia-me bem, cheia de força, com vontade de soltar tudo o que tinha dentro de mim e, claro, cometi um erro de principiante.

Lembro-me que corri um treino regenerador a 4:30min/km. Um regenerador, pessoal! O ritmo tinha de ser a 5:00min/km, mas eu achei que não e lá fui durante 50 minutos. Foi tudo espetacular até parar e sentir uma dor no tendão de Aquiles. Uma sensação terrível! Sabia que não era grave, mas também sabia que tinha acabado de comprometer uma preparação de três meses… E para quê? Tinha tempo para dar tudo. Tinha a maratona à porta!

IMG_0699.jpg

Mas foi a primeira e a primeira é sempre a maior das descobertas. E sabem o que também aprendi? E tenho vindo a aprender cada vez mais? O descanso é o melhor truque para termos sucesso numa maratona. E nesta fase de Tapering é só o mais importante. E, como vos disse, sei isto não apenas pelo que li, mas também pelo que senti. Já senti na pele, tanto no Porto como em Valência, o preço de não ter descansado o suficiente nesta fase.

Para a maior parte dos atletas, malta, este período de redução gradual pode durar entre uma a três semanas, dependendo da duração da competição que irão enfrentar (quanto mais longa a corrida, mais tempo de Taper ou Tapering). No meu caso bastam 15 dias. Se treinaste bem, o treino está la! E acreditem que, mesmo que alguma coisa não corra tão bem no dia da prova, se fizeste uma boa preparação, não será nunca por teres levado a sério a fase de Taper que irás correr menos. Sabem, eu só sinto que estou mesmo preparada quando acordo no próprio dia, olho da minha janela para o tempo e penso “Mékieee!! É para ir ou não?!”. E o maior desafio, quando começas a prova, é mesmo "segurar o touro". Ir com calma e cautela, até porque, para mim, a Maratona só começa no quilometro 30.

Por isso, malta, a conclusão é óbvia e é algo pelo qual me tenho batido em vários dos meus textos:  descansar antes da prova é fundamental para qualquer atleta que queira dar o seu máximo. Menos é mais! Como digo tantas vezes, a recuperação é tão ou mais importante que o treino.  

IMG_0710 2.jpg
IMG_0708.jpg

Mas não é por dizer isto que não tenho também os meus receios, pessoal. Sobretudo nesta fase tanta agitação. Mas vou a Berlim na fé e no foco.

Acho que depois da maratona vou de férias, feliz e realizada. É assim que me quero sentir. E, para isso, basta dar o melhor de mim.


 
Nenhum homem me dá esfregas tão boas como o Urbano

Nenhum homem me dá esfregas tão boas como o Urbano

Receitas. Aprendam a fazer o meu delicioso gelado de banana saudável e pouco calorico

Receitas. Aprendam a fazer o meu delicioso gelado de banana saudável e pouco calorico