Fazer "ronha"... Também me assiste!

 

Se for com "tudo na tigela" melhor ainda...

Gosto muito e preciso ainda mais de dormir "as minhas horinhas" de sono. Isto é uma coisa. Outra coisa bem diferente e igualmente prazerosa é saber que tenho uma manhã inteira para mim para fazer... NADA! Simplesmente estar na ronha! Não é algo que faça com regularidade, até porque ao fim-de-semana gosto de despertar bem cedo para as minhas corridas. Mas devo confessar-vos que tive muitos destes momentos destes depois da Maratona de Sevilha. É preciso desligar o chip da competição, do foco e da preparação para, quando te lançares no próximo desafio, estares com a cabeça "limpa" e motivada. De novo. Mais, dias assim no dolce far niente são os melhores para recuperares de todas as pequenas lesões e para ganhares ainda mais energia para os treinos da próxima semana. Pessoal!! "Coçar" também é treino, Ok?!


Ir ali à cozinha só mesmo para o pequeno-almoço
 

....e depois voltar para o ninho. "Quelaaaaro"!!!! Tomar o pequeno almoço na cama com todo o tempo do mundo... E depois é deixar a comida assentar. Isto é a cereja no topo do bolo. E enquanto assenta leio ou escrevo as minhas coisas. E muitas delas são partilhadas convosco!! E ando nisto 2/3 horas..."À vontadinha". Mais também não. Depois enjoa. Pelo menos para mim. Há uma vida lá fora também.


O meu pequeno almoço
 

Adoro tudo na tigela. É aquele despertar super nutritivo, saboroso e que não demoras mais de 5 minutos a preparar. Neste dia, não estava capaz para ficar mais tempo na cozinha. Vai daí, e porque tenho sempre o meu LIVRO na mesinha de cabeceira, folheei e dei de caras com esta minha sugestão. Como não tinha todos os ingredientes da receita que lá estava, fiz aquilo que recomendo sempre: mais do que copiar a receita é entendermos aquilo que estamos a comer – preciso de açúcares e hidratos para enfrentar o meu dia. Então, posto isto, nesta minha tigela tenho:

  • banana
  • maçã
  • puré de maçã
  • arroz puff
  • pólen de abelha
  • canela


Pessoal!!! Sabem que mais?
 

Mais houvesse!! É muito triste chegar ao fim e ver o fundo da tigela. Estava capaz de comer mais duas doses assim!

 

FOTOGRAFIAS DE ANDRÉ NOGUEIRA